Sexta-feira, 22 de Junho de 2012

A SELECÇÃO DE ALGUNS DE NÓS

O nosso jogo com a República Checa terminou há pouco tempo. 

Pelos telefonemas e mensagens recebidos, pelo barulho que ouço lá fora, reina a alegria e a confiança.

Sinto-me completamente parte da primeira mas não partilho totalmente da segunda.

Vamos com calma.

Antes da meia-final e eventualmente da final, (estamos todos a torcer por isso), convém não perder a noção da realidade e vou voltar a dizer - neste caso escrever - o que já disse mais que uma vez, para não me acusarem de o fazer só no fim da nossa participação no Europeu, chegue ele quando chegar.

Esta selecção é desequilibrada,capaz do melhor e do pior e formada por jogadores de nível muito desigual.

A saber, na minha opinião:

Cristiano Ronaldo é um fenómeno,um dos dois melhores jogadores do mundo e ponto.

Pepe e Nani são excelentes jogadores.

Bruno Alves e Fábio Coentrão muito bons jogadores.

João Moutinho e Raul Meireles são bons.

Rui Patrício e Miguel Veloso apenas sofríveis.

Helder Postiga e João Pereira são medíocres.

Estes têm sido os titulares. No banco temos jogadores que jogaram uns minutos, outros que nem essa sorte tiveram...e que são bem melhores que os sofríveis e os medíocres que mencionei.

Tudo pode acontecer. O fenómeno, os excelentes e os muito bons podem levar-nos à glória, tal como os sofríveis e os medíocres nos podem enterrar vivos.

Eu sei que os grandes "misters" vêm sempre com aquela estafada máxima de que quando se perde perde a equipa toda e quando se ganha idem aspas.

Mas eu espero que sejam os primeiros a aparecer em forma nos jogos que faltam e, como todos no fundo sonhamos, nos dêem o título europeu.

Que a selecção é desequilibrada é, e quem a comanda parece, por teimosia ou superstição, acreditar que a mesma táctica e os mesmos jogadores são adequados para ganhar a qualquer adversário.

Não creio.

Mas espero ser eu a estar enganado.

 

 

   


publicado por TOZÉ BRITO às 00:12
link do post | favorito
partilhar
Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

DE UMA VEZ POR TODAS

Caro Miguel,

 

De uma vez por todas vou tentar explicar-te - e já agora a todos aqueles que nos últimos meses me fizeram a mesma pergunta - a razão porque defendo a necessidade de actualizar a Lei da Cópia Privada.

 

Vou usar como exemplo um CD do meu autor preferido, o Chico Buarque, mas onde lês CD poderias ler a compra no iTunes das suas canções, o conceito de cópia não muda em nada por isso.

 

Quando compras o CD, aquilo que estás a comprar é um suporte físico com obras nele incluídas e o direito de as ouvir as vezes que muito bem entenderes, mas aquilo que passa a ser teu, a ser tua propriedade, é esse suporte e não as obras que o mesmo contêm.

 

Caso o conceito te pareça "estranho", aqui vai de outra maneira - podes fazer o que quiseres ao CD, mas não podes usar as obras nele contidas para nenhum fim não autorizado por lei, porque as obras não passam a ser tuas, continuam a pertencer ao Chico Buarque, seu autor, que detêm sobre elas direitos, já que legalmente elas se mantêm na sua esfera jurídica.

 

Se a propriedade das obras - que compras num CD ou num download legal - passasse a ser tua, poderias por exemplo revendê-las, sonorizar um spot publicitário ou um filme com elas, alterar as suas melodias e letras originais, ou COPIÁ-LAS para onde quisesses as vezes que te apetecesse.

 

Mas a propriedade das obras não é tua, elas continuam a pertencer ao seu autor, e, para voltarmos ao conceito de cópia privada, qualquer cópia só pode ser feita desde que autorizada por ele ou por quem legalmente o represente.

 

É portanto para isso que serve a Lei da Cópia Privada, para que, através do pagamento de uma compensação que se quer justa, possas efectuar as cópias que pretendes, sem ter que comprar um novo CD de um Chico Buarque ou pagar novamente as suas canções no iTunes ou qualquer outro site legal de venda de música.

 

No fundo, é a Lei da Cópia Privada que te permite copiar uma obra original mediante o pagamento de uma compensação, em lugar de ter que pagar bastante mais por uma nova obra original para não infringires a lei.

 

Nenhum autor te quer proibir de copiar a sua obra, quer simplesmente que pagues por essa cópia uma compensação justa, e é a justeza no quantificar da compensação que os autores pedem que seja discutida e regulamentada, nunca a justeza da compensação como retribuição pelo seu trabalho.

 

A revisão da Lei da Cópia Privada (que está em vigor há já 14 anos) para que passe a incluir os suportes digitais onde hoje em dia se armazenam praticamente todas as cópias das obras que a mesma protege, não só me parece justa mas absolutamente necessária para compensar os milhões de autores que em todo o mundo vivem do seu trabalho criativo e fazem dele a sua profissão.

 

Os preços dos mp3, telemóveis, computadores e fotocopiadoras, entre outros aparelhos, vão subir? Ainda é cedo para sabermos ao certo quem suportará a compensação em causa e, a subirem, não irão subir em todos os casos. Parece-me no entanto uma possibilidade perfeitamente honesta, ao contrário dos exemplos disparatados de subida de preços que me dás como garantidos e que alguém te "vendeu" para, demagogicamente, fazer crer aos mal informados que as compensações previstas são exorbitantes, isto quando elas ainda nem definidas estão.

 

Subam (ou não) os preços, justa e ponderadamente como defendo poderão subir, que subida será essa quando comparada, por exemplo, à do IVA que abranjeu todos esses mesmos aparelhos? E o que dizer da taxa do audiovisual que pagas na tua factura da EDP para custear as licenças de rádio e televisão que todos somos obrigados a pagar, quer tenhamos ou não em casa aparelhos de rádio e televisão? Isso já não te faz confusão? Pagar uma compensação pela cópia privada assim, como seria?

 

O projecto lei agora em discussão propõe que paguem essa compensação aqueles que vendem suportes digitais passíveis de armazenar cópias de conteúdos protegidos por lei. E prevê excepções. É pelo menos para já prematuro afirmar que seremos nós a pagar a já referida compensação, mas se acabarmos por pagar uma parte dela, isso decorre da impossibilidade de se saber quem irá ou não armanezar nos seus suportes digitais cópias ilegais de obras protegidas por lei. Aplica-se portanto aqui o princípio da universalidade por uma causa justa. Se vivesses do teu trabalho de autor, fossem as tuas obras musicais, literárias ou audiovisuais, sei que a defenderias também.

 

Geralmente só os que não fazem desse trabalho a sua profissão e sustento defendem a gratuitidade e estão no seu pleno direito de a defender. Nada tenho, por exemplo, contra os Creative Commons. Não podem é querer negar a quem pretende ser pago pelo seu trabalho, protegido por lei, o direito de o ser. 

 

O tempo encarregar-se-á de nos dizer se uma eficaz interpretação e protecção do conceito de propriedade intelectual será assunto para hoje ou amanhã. Mas como com qualquer outro tipo de propriedade, será assunto. A questão é apenas saber quando.

 

Um abraço amigo.

 

 

 

     

 

 

          

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

 

    

 

   

 

   

tags:

publicado por TOZÉ BRITO às 02:15
link do post | favorito
partilhar
Sexta-feira, 11 de Novembro de 2011

PONTOS DE PARTIDA PARA MUDAR DE VIDA

"O primeiro passo para chegares a algum lado é decidires que não vais ficar onde estás".

 

Se não sabes para onde vais, qualquer caminho te serve.

 

"Há uma dor que por vezes sinto que nunca conhecerás. A da tua ausência"".

 

"Não tenhas medo de envelhecer. Muitos não tiveram esse previlégio".

 

"Quanto mais estivermos em desacordo mais hipóteses temos de pelo menos um de nós ter razão".

 

"Se fazes questão de ter a última palavra, pede desculpa".

 

"Mudar é difícil. Não mudar é fatal".

 

A tecnologia é amoral e ignorante. Não sabe que os teus olhos mudam de côr, não entende o teu sorriso, não dá a vida por ti.

 

Não dependas de ninguém para ser feliz. Só tu és responsável por isso.

 

Quando alguém te ama, ama-te tal como és, não como gostaria que fosses.

 

"Sentires-te ou não traído depende só das tuas expectativas". 

 

Recusa-te a morrer de véspera.

 

Viver não é esperar que a tempestade passe. Viver é dançar à chuva.

 

Uma arma pode escolher. Uma bala não tem escolha. 


publicado por TOZÉ BRITO às 19:35
link do post | favorito
partilhar
Segunda-feira, 17 de Outubro de 2011

F.A.M.I.L.Y.

Saí de casa à uma e meia da manhã.

Saí porque não conseguia dormir e não aguentava mais estar só, precisava de ouvir a voz de alguém e a tua já não é minha, já não falamos a uma voz.

Primeiro salvou-me a Inês, falou e deixou-me falar por muito tempo, até chegar a Marta e o António, que nos salvaram aos dois. Vão voltar para Huambo, nada mais os prende aqui, toda a família está lá.

Às cinco da manhã dá ainda mais que pensar, a Inês concorda, à medida que envelhecemos aprendemos que mesmo aquelas pessoas que nunca pensámos que nos pudessem magoar um dia o fazem, que iremos sofrer muitas vezes por isso e que doi mais a cada vez que volta a acontecer. Mais uma hora e todos concluimos que o nosso instincto básico não é o da sobrevivência mas o da família, que qualquer um de nós daria a vida por um filho ou um irmão, precisas do meu sangue, dos meus olhos, do meu coração? leva-os já.

Cheguei a casa e só pensava em encontrar a pulseira onde se lê F.A.M.I.L.Y. , iniciais de "Forget About Me, I Love You", ou "Não te preocupes comigo, eu amo-te". Adormeci com ela no pulso e ainda não a tirei, talvez nunca o faça, afinal não estou só, afinal o amor.

Agora tempo é tudo o que preciso para ser feliz.         


publicado por TOZÉ BRITO às 00:02
link do post | favorito
partilhar
Quarta-feira, 3 de Agosto de 2011

GLORIOSO BANHO TURCO

Isto ainda há pouco acabou e já queres saber o que penso?

Fica então aqui registado, lê quando chegares, mas deste Benfica não falamos mais.

É a última vez. 

Faz o que quiseres, para o ano há eleicões.

Eu disse Benfica?

Porque não legião estranjeira?

Há ali quatro ou cinco bons jogadores mas não há um cabelo de corpo ou alma benfiquistas.

Há miúdos a tentar promover-se para rapidamente se transferirem para quem lhes pague mais e um grupo de rapazes já a tratar da reforma, pedindo mais uns anos de contracto e aumento de salário para poderem não pensar mais em trabalhar.

Há um grupo de displicentes e insolentes maus profissionais que fazem um jogo da champions como se fosse um treino e em frente à baliza falham o que nem a um infantil deveria ser permitido falhar.

Há sobranceria, falta de disciplina, falta de rigor.            

Não há liderança, não há brio, não há responsabilidade.

Há habilidade e habilidosos, mas falta arte e ofício.

Enfim, se não ganhamos hoje na Turquia nunca mais lá ganhamos.

Temos uma equipa à semelhança do treinador - limitada e preocupada com o cabelo. 

Isto ainda há pouco acabou e já começou mal,se um empate destes te contenta.

Faz boa viagem. Foi um glorioso banho turco, o que hoje demos e levámos. 

      


publicado por TOZÉ BRITO às 22:48
link do post | favorito
partilhar
Sábado, 30 de Abril de 2011

QUINHENTINHOS, VIAGENS AO BRASIL, FRUTA E CAFÉ COM LEITE PARA DORMIR?

Caro Luís, a equipa do Benfica está de rastos, mas esta é uma época a não esquecer. Para ti e para todos os que hoje criticaram as minhas declarações ao CM, aqui ficam mais algumas opiniões que em nada diminuem o meu benfiquismo e a vontade que tenho de ver o nosso clube vencer. Só que as verdades também são para se dizer. Pensando bem, o Benfica acabou a época passada já de rastos, mas a vantagem psicológica e emocional de quem ia à frente e só dependia de si mesmo para ser campeão levou-nos ao merecido título, porque outros, tal como nós este ano, entraram mal no campeonato e já não foram a tempo de recuperar. Entretanto fomos de férias e programámos mal o futuro. Preparámo-nos mal logo de início. Nos últimos anos comprámos mal, nalguns casos muito mal, e isso custou-nos logo nas primeiras jornadas desta época pontos  irrecuperáveis perante um FCP estável, forte e coeso. Vendemos o Di Maria, o Ramires e o David Luíz e compramos um Roberto que alguém deixou que "matasse" o Moreira, um Kardec que "matou" (como foi possível tanta cegueira?) o Nuno Gomes, deixamos de contar com o Saviola que na época passada foi muitas vezes meia equipa e nesta nem consegue correr, perdemos o Cardoso que por ter cá ficado passou de um bom poste com um bom pé esquerdo a um mau poste sem pés nem cabeça e ainda "oferecemos" ao FCP, bem mais barato que muitos dos que comprámos, o Falcão!!! Não há clube que resista a tanta asneira, especialmente quando nos batemos contra um adversário que nos foi sempre em tudo superior. Não devia dizer que a equipa do Benfica está de rastos? Só não vê quem não quer, eu queria era saber porque estamos assim tão de rastos! Não devia dizer que ainda falta ganhar em Braga e que depois, se perdermos com o Porto, é normal? Claro que é, basta ver como tem corrido a época, independentemente de eu saber que tudo pode acontecer e querer  desesperadamente que nesses dois jogos o Benfica seja aquele Benfica de que me fiz sócio há décadas atrás. O que é preciso para isso, Luís? Oferecer aos nossos jogadores e à equipa técnica quinhentinhos,viagens ao Brasil, fruta e café com leite para dormir? Se acreditas, como dizes, que isso resulta, não hesites. Fica tudo em casa e ninguém nos pode acusar de corromper a Liga Europa.              


publicado por TOZÉ BRITO às 23:52
link do post | favorito
partilhar
Terça-feira, 8 de Março de 2011

PARA ENCERRAR O ASSUNTO

Meus Caros, como não tenho tempo nem vontade para conversas em rede, aqui fica, para todos os interessados que me contactaram, a resposta:

Das mais de 400 canções que ouvimos, a canção dos "HOMENS DA LUTA" era seguramente não só uma das melhores 24 que tivemos de seleccionar como uma das 3 ou 4 melhores a concurso. A qualidade da esmagadora maioria das canções era medíocre ou má, portanto nada a fazer, tivemos na final o que merecemos e ganhou a que o público escolheu. O resto são conversas de mau perdedor. Poderiamos discutir a fraca afinação vocal do grupo na final (um ponto seguramente a rever), poderiamos discutir a maneira como se apresentaram em palco (tudo a ver com as gerações que criticam,nada a ver com a que representam), mas nunca fiz censura estética, não seria agora que a iria fazer. Parabéns ao Jel, parabéns aos seus "homens", ele sabe que sou sincero. Se a canção é adequada para a eurovisão? Não interessa discutir essa questão, ganhou, lá irá, ponto final. A geração à rasca ou deolinda ou dos 500, como lhe queiram chamar, deu por si sem futuro, como há dias escreveu o VPV, e é compreensível que se revolte contra tudo e todos porque está e irá continuar a pagar o preço dos erros resultantes da forma como outras gerações governaram o país. Não só a compreendo como a defendo. Mas esta é outra questão e não vim aqui para escrever sobre ela.

Querem um festival melhor? Concorram a ele todos vocês que o atacam mas nada fazem para o melhorar, no fundo o que fizeram os "Homens da Luta" e lhes deu a victória. E por hoje ficamos por aqui, porque, como dizia Paul Valéry, "nem sempre sou da minha opinião".             


publicado por TOZÉ BRITO às 22:13
link do post | favorito
partilhar
Sexta-feira, 7 de Janeiro de 2011

O VERDADEIRO AMOR SEGUNDO WISLAWA SZYMBORSKA

O verdadeiro amor. É normal, é sério, é práctico?

O que é que o mundo ganha com duas pessoas que vivem num mundo delas próprias?

 

Colocadas no mesmo pedestal sem mérito nenhum, extraídas ao acaso entre milhões, mas convencidas que era assim que tinha de ser - em prémio de quê? De nada.

A luz desce de qualquer lado.

Porquê nestas duas e não noutras?

Não é isto uma injustiça? É sim.

Não é contra os princípios estabelecidos com diligência e derruba a moral no seu cume? Sim, as duas coisas.

 

Olha para este casal feliz.

Não podiam ao menos tentar esconder-se, fingindo um pouco de melancolia, por cortesia com os seus amigos?

Ouçam como riem - é um insulto a linguagem que usam - ilusoriamente clara.

E aquelas pequenas celebrações, rituais, as mútuas rotinas elaboradas - parece mesmo um acordo feito nas costas da humanidade.

 

É difícil prever a que ponto as coisas chegariam se as pessoas começassem a seguir o seu exemplo.

O que aconteceria à religião e à poesia?

O que seria recordado? Ou renunciado?

Quem quereria ficar dentro dos limites?

 

O verdadeiro amor. É mesmo necessário?

O tacto e o silêncio aconselham-nos a passar por cima dele em silêncio, como sobre um escândalo na alta roda da vida.

Crianças absolutamente maravilhosas nasceram sem a sua ajuda.

E ele chega tão raramente que nem num milhão de anos conseguiriam povoar o planeta.

 

Deixem que as pessoas que nunca encontraram o verdadeiro amor continuem a dizer que tal coisa não exixte.

 

Com essa fé será mais fácil para eles viver e morrer.

 

(Wislawa Szymborska)

 

  


publicado por TOZÉ BRITO às 20:55
link do post | favorito
partilhar
Sexta-feira, 12 de Novembro de 2010

CONVERSAS DE CAFÉ

O Benfica é a minha pátria.

Sou e serei sempre benfiquista.

Doente.

Mas não sou cego.

O Porto é a melhor equipa deste campeonato.

Mereceu e bem a victória.

Mas a equipa do Benfica que levou 5 na invicta estava mal montada.

Mal pensada.

Mal arrumada.

Mal comandada. Descrente. Aparvalhada.

ESTA EQUIPA DO BENFICA,SE JOGASSE CONTRA SI PRÓPRIA,PERDIA.

MAS POR 6 A 0. SEIS SECOS E NÃO CINCO.

PORQUE O BENFICA SERÁ SEMPRE MAIOR,NAS VICTÓRIAS E NAS DERROTAS.

Agora que já passaram 5 dias vou ver se durmo.

Paga tu os cafés.

 

 

 

 


publicado por TOZÉ BRITO às 00:32
link do post | favorito
partilhar
Domingo, 17 de Outubro de 2010

SEMPRE TE DISSE

Não me ouviste mal.

Para conhecer uma pessoa - a sua personalidade, inteligência, honestidade, afectividade - só preciso de a conhecer do pescoço para cima. 

O resto é paisagem e só olho para a paisagem se o lugar me interessa.

Por isso sempre te disse que aquilo que os olhos vêem limita a razão,que o direito das coisas só se vê com o coração.

Por isso o provérbio africano ovimbundo: "Se vires um cágado em cima de uma árvore é porque alguém o pôs lá". 

Saber onde estamos é muito pouco se não sabemos para onde vamos.

Foi sempre este o problema do nosso país.

Alguém nos pôs em cima de uma árvore.  


publicado por TOZÉ BRITO às 23:55
link do post | favorito
partilhar

posts recentes

A SELECÇÃO DE ALGUNS DE N...

DE UMA VEZ POR TODAS

PONTOS DE PARTIDA PARA MU...

F.A.M.I.L.Y.

GLORIOSO BANHO TURCO

QUINHENTINHOS, VIAGENS AO...

PARA ENCERRAR O ASSUNTO

O VERDADEIRO AMOR SEGUNDO...

CONVERSAS DE CAFÉ

SEMPRE TE DISSE

arquivos

Junho 2012

Fevereiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

tags

todas as tags

subscrever feeds