Terça-feira, 27 de Julho de 2010

CONFISSÃO - CONVICÇÃO

Perdi-me de mim quando partiste. Não há nada mais triste que um homem perdido. Contei a todos que me tinhas magoado, eu que te cobri de mágoas incontáveis. A miséria dos sem caminho é mesmo assim. E perguntei a quem passava - viste passar uma mulher sem mim?

A vida não faz sentido sem um sentido para a morte.
Só Deus dá esse sentido ao sem sentido da sorte.
O António morreu ontem com quatro anos de idade.


publicado por TOZÉ BRITO às 16:09
link do post | favorito
partilhar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Junho 2012

Fevereiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

tags

todas as tags

subscrever feeds