Terça-feira, 27 de Julho de 2010

CONFISSÃO - CONVICÇÃO

Perdi-me de mim quando partiste. Não há nada mais triste que um homem perdido. Contei a todos que me tinhas magoado, eu que te cobri de mágoas incontáveis. A miséria dos sem caminho é mesmo assim. E perguntei a quem passava - viste passar uma mulher sem mim?

A vida não faz sentido sem um sentido para a morte.
Só Deus dá esse sentido ao sem sentido da sorte.
O António morreu ontem com quatro anos de idade.


publicado por TOZÉ BRITO às 16:09
link do post | favorito
partilhar
Quarta-feira, 21 de Julho de 2010

A CASA VELHA

Se soubesse que te iria encontrar não teria nunca entrado. Logo ali,no teu território. Nem morto.
Está calor ou é por estares perto de mim?
Ouvi a tua voz e fiquei gelado. Trinta e dois graus à sombra e eu gelado. Comprometedoramente só,tu rodeada de amigos. Ainda tentei aparentar calma e perguntar o que fazias ali.
Estou a celebrar.
Então o quê?
Tu teres chegado.
Cabra. Só não fugi por cobardia. Sentei-me na mesa do canto a escolher o jantar e a vingança. Lembrei-me então de uma frase emprestada que gostavas de repetir: "O pior sofrimento é um olhar vosso desprovido de desejo".
Era a vingança perfeita oferecida por ti. Como tive medo que o desejo me traísse, decidi ir mais longe e ignorar-te totalmente.
Estava eu nessa alegre ignorância quando o criado de mesa me entregou o teu bilhete dobrado em quatro. Levantei os olhos e vi-te de costas, já de saída. Um segundo depois pude ler:
Casa Velha, 3 de Julho. O pátio central, as buganvílias, a fonte, as lanternas acesas e os tons verde claro. Eu na mesa do meio,tu na mesa do canto. Não olhaste para mim, nunca me perdeste de vista. Obrigada.
Fiquei a tremer de medo. A vida contigo é uma emboscada.


publicado por TOZÉ BRITO às 16:08
link do post | favorito
partilhar
Quinta-feira, 1 de Julho de 2010

PONTOS DE PARTIDA PARA UMA VIDA

Que idade terias se não soubesses a idade que tens?

Não estou doente e acho que não vou morrer amanhã. É esse o meu futuro.

Sou mais sensível á estupidez do erro que à beleza da verdade.

A beleza está muitas vezes apenas à distância de um interruptor.

A maior e melhor descoberta é a de que não temos qualquer importância.

As coisas são como são,ninguém está ligeiramente grávida.

O mais trágico no amor não é perceber que nos enganaram mas sim que nos enganámos.

Imagina que tens de escolher uma única recordação de toda a tua vida,que essa recordação é a única que ficará contigo para a eternidade e que todas as outras recordações serão para sempre apagadas da tua memória. Que única recordação escolherias?

Chegaste. Por hoje chega.


publicado por TOZÉ BRITO às 16:08
link do post | favorito
partilhar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Junho 2012

Fevereiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

tags

todas as tags

subscrever feeds